8 Erros de viagem que é melhor evitar

1. Itinerário excessivamente ambicioso

Não há nada de errado em querer visitar todos os países do mundo de uma só vez, mas a probabilidade de isso acontecer é extremamente baixa. Tente ser realista, caso contrário a pressão adjacente a querer cumprir um itinerário excessivamente ambicioso irá afectá-lo mental, física e financeiramente. Seja flexível e não entre em pânico se os seus planos se alterarem - talvez perca o comboio, talvez chova, talvez encontre alguém... tudo faz parte da experiência que no final nos vai enriquecer cultural e espiritualmente!

2. Basear-se única e exclusivamente em guias de viagem

Ainda que os guias de viagem possam ser úteis, a verdade é que geralmente decidimos visitar um país por uma questão de gosto pessoal mais do que por um qualquer comentário que conste no Lonely Planet, pelo que os guias podem e devem ser tomados como refêrencia mas não como verdades absolutas.

3. Negligenciar o orçamento disponível e acabar sem dinheiro

Tudo na vida tem o seu aspecto positivo e negativo. Pessoalmente acho que quanto menos dinheiro temos disponível, melhores viajantes somos, já que nos tornamos mais eficientes e extrovertidos na busca da resolução e ultrapassagem de toda e qualquer dificuldade. Por outro lado, todos necessitamos descansar / dormir, tomar um duche e uma refeição de vez em quando, pelo que o melhor mesmo é não perder a noção da realidade no que toca ao orçamento disponível.

4. Fazer demasiadas malas

Ok, para que precisa de toda essa bagagem? O que planeia fazer com 5 pares de sapatos durante uma viagem de 2 semanas em Agosto? Não há nada mais inconveniente do que ter de planear uma viagem de acordo com a bagagem. Dito de outra forma, não ter a possibilidade de visitar um local por não poder carregar todas as suas malas consigo, ou não poder reservar um voo de 20EUR da Ryanair com destino às Ilhas Canárias porque só o check-in da bagagem custaria 120EUR. Seja eficiente - lembre-se que está com bom ar durante a viagem porque está feliz e não por causa do que leva vestido. E caso não saiba, a Zara tem lojas em muitas outras cidades, não se preocupe.

5. Reservar voos de ligação com pouco tempo entre cada um deles

Cada aeroporto tem o chamado Tempo Mínimo de Conexão (MCT). Se comprar um bilhete único com uma ou mais conexões, para que o mesmo seja legal / válido, tem que respeitar o MCT dos aeroportos em causa. Se perder a sua conexão, ser-lhe-á proporcionado um voo alternativo. Se no entanto reservar voos em bilhetes separados, então não se esqueça de permitir tempo suficiente entre eles. A regra de ouro é permitir um mínimo de 3 horas, especialmente se tiver que recolher a sua bagagem e efectuar o check-in da mesma para cada voo.

6. Não tirar fotocópias de documentos essenciais

Habituei-me a fazer isso devido a um colega meu que fotocopiava todos os seus documentos mais importantes (Passaporte, Cartão do Cidadão, Carta de Condução e Cartões de Crédito) deixando nalguns casos os documentos, noutros as fotocópias, com familiares e amigos íntimos. Assim, se perdesse os documentos, seria muito mais fácil obtê-los de novo. Sempre me perguntei por que razão o Visa coloca um número de telefone na parte de trás do cartão que a pessoa acabou de perder ou que lhe foi furtado?!

7. Não ter noção dos seus direitos de passageiro

Esta é a especialização da ClaimCompass. Tenha consciência que se o seu voo sofrer um atraso, for cancelado ou se encontrar sobrelotado, pode ter direito a receber uma quantia significativa de dinheiro na forma de indemnização! Aqui pode consultar os seus direitos, e se tiver experienciado uma situação semelhante poderá utilizar o nosso Calculador de Compensação para verificar se tem direito a receber uma compensação.

8. Beber demais

Não se deixe levar pela euforia e adrenalina excessivas. Está num país estrangeiro - tomar todos os tipos possíveis e imaginários de álcool com pessoas que acabou de conhecer no hostel não é a melhor ideia que pode ter. Para além disso, se algo acontecer, a primeira coisa que a companhia de seguros vai verificar é o seu exame de sangue. Por norma, ao menor vestígio de álcool, as seguradoras recusam o reembolso sob o pretexto de que não estava na total capacidade das suas funções, o que directa ou indirectamente conduz a determinado evento.

Drinking

Tchim-Tchim!
Agora sabe que erros evitar de modo a ser um melhor e mais consciente viajante.